Catálogo The Collection of Elizabeth Taylor, Christie’s

Meu desejo de aniversário era a tia Liz ressuscitar, suspender o leilão da Christie’s e mandar me darem todas as suas joias. Acho que não faria mais nada na vida além de apreciá-las. As joias não são apenas valiosas, trata-se da coleção de uma pessoa que realmente amava e entendia de joalheria. Há exemplos fantásticos de lapidação e ourivesaria, há antiguidades, há muitos casos em torno de sua aquisição e uso e há também muitas histórias de amor – por joias e por homens.

Tendo dito isso, fiz o que pude para participar de um dos leilões de joias mais espetaculares da história. De memória, só me lembro de outros dois leilões tão fantásticos: a venda das joias da coroa francesa (a perda do conjunto foi um big estrago histórico) lá pelos idos de 1880 e as duas vendas das joias da Duquesa de Windsor, uma nos anos 80 e outra no ano passado. Já as preciosidades nacionais costumam ser vendidas no exterior e só tenho conhecimento de dois eventos importantes, ambos em anos recentes, o leilão das joias da Sra. Lily Marinho em 2008 e o da Sra. Lucia Moreira Salles em 2009. Sinceramente, só não vou para a exposição das joias de Taylor em Nova York, que abre justo no dia do meu aniversário, porque deixei meu visto vencer (shit, shit, shit!). Bom, então comprei os catálogos.

Que me desculpem os reis, imperatrizes, faraós e afins, mas desde já estes são meus livros preferidos na prateleira de história da joalheria.

Lupa em ouro amarelo 14 quilates pendurada numa pulseira repleta de berloques e que pesa 274,3 gramas

Uma verdadeira amante de joias tem que ter uma lupa de joalheiro sempre à mão.

Já pensou na cena? Você está almoçando com suas amigas em Cap d’Antibes, por exemplo, aí avista uma joia nova no dedo de uma delas. Pede para ver de perto e, não satisfeita em ver com os dedos, abre sua lupa e observa cada ínfimo detalhe. Não é demais?

Aos poucos, mostrarei algumas das coisas divinas que certamente descobrirei nesses catálogos. Imaginem só! Esta primeira descoberta – juro que nunca tinha reparado nessa lupa – está na página 33 do primeiro dos 6 volumes!!! Quem não se aguentar de curiosidade pode fazer um search aqui no blog e curtir os 12 posts (caramba!) que já fiz com joias de Elizabeth.

Gaia dedicadamente ajudou a abrir a caixa que chegou agorinha a pouco

Ela aproveitou a ocasião e pediu para avisar ao pessoal da Amazon que é assim que se embala livros de arte…

E eu aproveito a oportunidade para pedir uma visitinha guiada às joias da nossa Elizabeth Taylor. HEBE CAMARGO,  POR FAVOR…

Tags: , , , , , , , , , , ,