Patachou – miçangas e bolotas em sautoirs que lembram o japonismo presente no período art déco

 

Cantão – o destaque fica para o casulo que me parece ser de feltro artesanal. As argolas que costumam aparecer só no verão, deram o ar de sua graça em tamanho GGG e com o tal casulo

 

2nd Floor – se é para fechar o colarinho na próxima estação, por que não usar um alfinete? E com a flecha do Robin Hood?

 

Melk Z-Da – os babadores, que pelo visto não podem faltar, apareceram com novos formatos. Criação de Rosário Carvalho

 

TNG – correntinhas, fitinhas e couro: a pulseirinha vai continuar no inverno?

 

Bianca Marques – o balé e o Lago dos Cisnes foram recriados em prata. Tá vendo, gente? Não é preciso encher a boca de plumas para fazer esta referência, rs. Criação de Ucha Valverde

 

New Order – no espírito da PanAm, as asinhas de aeromoça (era assim que elas se chamavam antes do politicamente correto), completavam os fones e colares dourados. Tudo muito sessentinha

 

Espaço Fashion – as correntinhas bicolores insistem em não ir embora. Felizmente estão mais discretas

 

Filhas de Gaia – amei este escândalo de bambu colorido, para criar o clima prá lá de oriental. Criação de Maria Oiticica

 

Printing – ágata para os colares e resinas para as pulseiras. Os acessórios mais maravilhosos do Fashion Rio

 

Giulia Borges – mínimo e preciso, acrílico e só um toque de cor

 

Nica Kessler – é tão raro ver anéis em desfiles… Além do pingentão com cheirinho étnico, a passarela se encheu de anéis largos. Adoro!

 

Andrea Marques – laços em vários formatos completaram o styling

 

Oestudio – conceitual é o novo palavrão, mas dá para não usar o termo vendo estes brincos e bolsinha?

Imagens do Chic, da Lillian Pacce e do FFW.

Tags: , , , , ,