Theyskens’ Theory – reparem como um brinco finíssimo pode dar um brilho e iluminar o rosto

 

Oscar de la Renta – como sempre, bijoux de montão, mas desta vez com uma pegada menos madame e mais divertida

 

Oscar de la Renta – anéis com pedraria e de frô

Oscar de la Renta – brilho, que ninguém é de ferro. Toda mulher tem seu dia de rumbeira

 

Oscar de la Renta – colares mais curtos e brincando com a flora de um jeito renovado. OK, nem tanto

 

Ralph Rucci – um mísero par de braceletes acompanhando num dos primeiros modelos as bizarras luvas transparentes que todas as outras usavam

 

Reed Krakoff – pulseiras parecidas com a que eu chamei de original no desfile de Derek Lam

 

Anna Sui – brincadeira deliciosa com flores, corações, estrelas, borboletas…

 

Anna Sui – dados, dominós…

 

Anna Sui – e com muito brilho

 

Elie Tahari – não simpatizo muito com os dourados, mas brincar com as possíveis formas de um bracelete é de tirar o chapéu!

 

Ports 1961 – uau! que maravilhoso!

 

Michael Kors – depois dos acrílicos e dos metais que até Michelle Obama usou, agora é a hora dos couros e presas

 

L’wren Scott – clássicos complementos para cada um dos looks. Capricho

 

L’wren Scott – brincos, pulseiras e anéis igualmente sofisticados

 

Ralph Lauren – tem algum jeito de fugir do óbvio e fazer um comentário diferente de “é tão Gatsby…”, que ouvi de uma estrela de Hollywood, em entrevista logo após o desfile? NÃO!

 

Ralph Lauren – brincos, colares, braceletes… Tudo delicado e com um brilho muito lindo

Ralph Lauren – mais algumas variações sobre o tema

 

Naeem Khan – não sei se gostei. O que vocês acham?

 

Naeem Khan – de qualquer forma é brilho, é acessório, são enooormes e isso faz meus olhinhos brilharem

Tags: , , , ,