Cayetana de Alba na sua juventude, quando sempre fazia aparições públicas com as joias mais fantásticas da Casa de Alba

Eventos da realeza são as melhores ocasiões para vislumbrar joias fantásticas. O casamento da mulher que tem o recorde mundial de títulos nobiliárquicos deveria ser mais uma dessas oportunidades. Acontece que o terceiro casamento de Dona María del Rosario Cayetana Alfonsa Victoria Eugenia Francisca Fitz-James Stuart y Silva foi muito mais do que isso.

A noiva com 85 anos e o noivo Afonso Díez Carabantes com 61 anos formam um casal nada convencional, com direito a verão em Ibiza, viagem ao Egito, muita animação e um monte de stress com a família da noiva. Afinal de contas, ela é uma das figuras mais importantes da nobreza européia, tem seis herdeiros, filhos de seu primeiro casamento, e toda a fortuna da Casa de Alba sob seu controle.  Ah, e ela é 8 vezes duquesa, 15 vezes marquesa, 19 vezes condessa e 20 vezes “grande de Espanha”, embora esses números variem um bocado conforme a fonte.

Em seu primeiro casamento, com o também nobre Pedro Luis Martínez de Irujo y Artacoz, em 1947, Cayetana arrasou com um vestido absolutamente avant-garde e a espetacular tiara de sua família, composta de diamantes e enormes pérolas. Esta tiara foi um presente de Napoleão III para sua mulher, a imperatriz Eugenia, tia-bisavó de Cayetana. Reparem o charme do leque que substituiu o buque depois da cerimônia. O casório, conta a lenda, foi mais animado e caro que o da Rainha Elizabeth II que aconteceu 2 meses depois

 

Seu segundo casamento, com Jesus Aguirre y Ortiz de Zárate, aconteceu em 1978, 6 anos após ficar viúva. As joias foram um colar de pérolas de seis voltas que pertenceu a sua avó paterna, a pulseira que herdou de sua madrinha, a Rainha Victoria Eugênia da Espanha, e brincos de pérolas em forma de pera

 

Eugenia Martínez de Irujo é a filha mais nova de Cayetana e a única mulher. Ela se casou em 1998 com o toureiro Francisco Rivera Ordoñez, usando a mesma tiara que sua mãe. Já as noras Maria de Hohenlohe, que se casou em 1977 com Alfonso, e Mathilde Solis, que se casou em 1988 com o primogênito Carlos, usaram a tiara de diamantes

 

A pulseira de diamantes em platina da joalheria Ansorena foi presente de casamento do primeiro marido de Cayetana. A nora Genoveva Casanova usou esta joia como tiara em 2003, no casamento com Cayetano, o filho mais novo. A linda foto de Richard Avedon, além de mostrar a pulseira – usada com outra semelhante, revela a paixão da Duquesa pelo flamenco

 

María del Pilar Teresa Cayetana de Silva y Álvarez de Toledo, a 13° Duquesa de Alba, foi retratada por Goya em 1795. Há inúmeras fotos de Cayetana, a 18° duquesa, com a pintura de sua antepassada, no Palácio de Liria, em Madrid. Em junho deste ano, ela foi capa da Vanity Fair espanhola com direito a um ensaio fotográfico e à declaração: “toda grande história de amor debe acabar em casamento”. No detalhe, el bonitón com quem Cayetana se casou no dia 5 de outubro, depois de 11 anos de viuvez

 

Cayetana usou brincos em forma de gotas com diamantes bem grandinhos e lindíssimos. No braço esquerdo, ela combinou um pequeno relógio com a pulseira que ganhou de casamento de seu primeiro marido. No braço direito, ela usou outras duas pulseiras de diamantes, sendo uma delas a mesma usada em seu segundo matrimônio, aquela que herdou da Imperatriz Eugenia

Este post é para Ive.

Tags: , , , ,